REUNIÃO DE DOCENTES DA ACADEMIA BRASILEIRA DE TRICOLOGIA - UMA NOITE ESPECIAL

Ontem tive a honra de me encontrar com a maior parte dos docentes da Academia Brasileira de Tricologia (ABT). Ao final de minha participação, estive apenas no começo da reunião, pude perceber o quanto temos evoluído como instituição e em conhecimento técnico e científico. Nossos docentes têm personalidades diferentes, mas todos estão sendo rigorosamente preparados para a grande proposta de mudança mercadológica que nosso país e o mundo todo passam dentro do cenário dos cuidados capilares. Isto envolve um comportamento cada vez mais ético, uma abordagem preventiva de problemas dos cabelos e do couro cabeludo, uma atenção especial com a saúde global dos pacientes ou clientes de profissionais treinados pela academia e um rigor importante na construção de um material documental para aulas e regulamentações de nossas atividades como instituição.
A ABT, apesar de se comportar como uma associação, surgiu como um projeto educacional. Por isso recebeu o nome de academia e não de associação. Esta preferência já começa a dizer o motivo principal para o qual a instituição foi criada, educar. Desde sempre, acabamos por reunir profissionais em torno de nosso trabalho, mas tudo foi construído com muito planejamento e cuidado para que o projeto educacional estivesse sempre encabeçando nossas ações. 
Em algum momento observamos a necessidade de criar um corpo docente fixo, que pudesse ser orientado para projetos que seriam replicados em nosso país e, atualmente, também em Portugal. Surgiam os cursos de Formação Básica em Terapia Capilar que seriam a pedra fundamental para a mudança de mercado que gostaríamos de desenvolver. Com este curso melhoramos a capacitação do profissional de beleza para que ele se torne um agente de saúde. 
Que fique claro aqui um ponto importante dessa proposta, ser um agente de saúde não necessariamente implica que este profissional será um profissional de saúde, mas uma pessoa que vai saber reconhecer elementos de distinção entre o que é normal e o que é sinal ou sintoma de problemas capilares ou de couro cabeludo. Com esse conhecimento ele pode orientar melhor o seu cliente e indicar um profissional mais capacitado ou, até mesmo, sendo algum problema mais simples, sugerir cuidados higiênicos e ações em seu ambiente de trabalho que possam prevenir, atenuar ou sanar o problema com métodos que envolvem os princípios da cosmetologia e de algumas opções de terapia não invasivas e de baixo grau de risco. 
Também crescemos em nossa atuação junto aos médicos e aos profissionais de saúde. Estes profissionais tem participação cada vez mais presente em nossos cursos e nos projetos educacionais de nossa instituição.
Como pensamos em crescer em conhecimento e diversificar o conteúdo, nosso portfólio de projetos educacionais aumentará cada vez mais. Importante salientar que trabalharemos com conceitos atuais e/ou inovadores, porém, sempre com o cuidado de estarmos solidamente baseados naquilo que as publicações científicas conseguem provar eficácia.
Estamos atentos ao mercado e nosso objetivo é crescer com ordem, organização, sem oba oba e com muita seriedade. Este é o caminho que escolhemos traçar. Em especial porque temos uma reputação que vem sendo construída há mais de 7 anos e porque desejamos projetar cada vez mais os profissionais que se formam em nosso país, assim como na América Latina e em outros países com a qual a ABT já estabelece relações. 
Naturalmente que a ABT contou com parceiros institucionais (empresas e instituições de ensino) para crescer e tomar o corpo que tem hoje. Seremos eternamente gratos a esses parceiros por toda colaboração e confiança em nosso trabalho. Foram eles que nos ajudaram a ser conhecidos, reconhecidos e procurados por novas empresas que estão, gradativamente, se juntando a nós.
Sobre nossa reunião de ontem, foi incrível. Alinhamos estratégias, trocamos ideias e experiências com nossos docentes, reforçamos nossos princípios e conceitos, trabalhamos a ideia de que temos de ser um grupo coeso e discutimos sobre as dificuldades que encontramos em nossos trabalhos para podermos entendê-las melhor e soluciona-las quando aparecerem. 
Tenho muito orgulho dos nossos professores e do trabalho que eles fazem. A reunião só me fez reconhecer que há muito a ser feito, mas que com o grupo que temos hoje, podemos sonhar alto.
OBS: Sobre os docentes que não estavam e nosso Vice-Presidente, Celso Martins Junior), não faltará oportunidade de nos encontrarmos com nosso time completo de docentes.

SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook