O QUE EU QUERO, O QUE É POSSÍVEL E O QUE EU CONSIGO NUM TRATAMENTO DE QUEDA CAPILAR

Quem me conhece como médico sabe o quão eu sou realista frente aos pacientes que chegam em consulta para cuidados com a queda capilar. Aprendi ao longo dos anos que por mais otimista que um quadro possa parecer temos que ter os pés nos chão. Temos? Mas temos quem? Os dois lados envolvidos no tratamento deste problema, médico e paciente. A situação é tão ampla, complexa mesmo, que é impossível haver um acordo fechado entre o que o paciente quer, o que é possível fazer e o que se consegue como resultado final. Isso porque, o que o paciente quer pode ser algo bem dentro do possível, mas nem sempre é algo que se consegue. Afirmo isso porque as variáveis que envolvem uma recuperação capilar são tantas, que só o bom diálogo e o preparo do paciente e, em especial do profissional para essa jornada juntos, permite que os anseios e as frustrações sejam superados. 
Você que começou a ler este texto deve estar pensando que sou um fatalista, um profissional que desacredita dos bons resultados. Posso afirmar que não. Quem me conhece sabe o quanto sou otimista, que tento encontrar soluções para para as adversidades que surgem durante os cuidados com meus pacientes e que estou sempre estudando e buscando atualizações para poder oferecer o meu melhor. Mas, por mais otimista que eu seja, tenho que ser realista e não prometer nada que eu não possa cumprir. E não digo isso porque vejo limitações no meu trabalho, mas sim, porque vejo limitações na dinâmica de cuidados de todo e qualquer paciente. E, para que eu não pareça confuso vou explicar alguns detalhes daquilo que envolve um tratamento capilar e tentar justificar porque às vezes o que o paciente quer pode ou não ser o que é possível como resultado, e, ainda que seja possível, eventualmente, não é o que um tratamento consegue atingir. 
Vamos lá:
1- Não existem pacientes iguais. Todos somos diferentes e os estudos de epigenética provam que até gêmios monozigóticos (idênticos, com a mesma carga genética), não respondem igual a um tratamento de cabelos. 
2- As raízes dos cabelos, conhecidas como folículos pilosos, não são estruturas independentes, separadas do corpo. Costumam sofrer interferências de tudo que acontece na nossa vida, na nossa saúde, além de serem muito sensíveis ao nosso estilo de vida. 
    a) Com isso quero dizer que, morar em SP é diferente de morar em uma cidade de interior de pequeno porte. Trânsito, poluição, distância para ir de um lugar para outro, medo da violência, tensão, podem interferir na atividade dos folículos pilosos. 
     b) Se você tem um tipo de alimentação pobre em algum tipo de nutriente, se tem alguma doença crônica, se toma algum medicamento, se faz ou não esporte, se dorme bem ou mal, se é muito estressado, se tem poucas horas de descanso ou lazer, entenda que tudo isso interfere com as raízes dos cabelos. E essas situações nem sempre facilitam com que os cabelos possam ter resultados satisfatórios em um tratamento. 
     c) O vínculo com o tratamento é algo importante. Se você não segue de forma disciplinada as orientações do profissional que cuida de seu problema capilar, certamente deve baixar suas expectativas quanto aos resultados. A conta é simples, fazer menos do que o que é solicitado gera resultados abaixo daquilo que se espera. Esse ponto é extremamente importante. Tem gente que acha que dá para burlar tratamento. Burlar tratamento é autosabotagem. E paciente que sabota tratamento deveria, por autoreflexão, assumir a sabotagem e escolher se quer ou não seguir tratando. Até porque, se não for assim, e cobrar resultados melhores, estará, na verdade, fazendo transferência de culpa pela falta de sucesso no tratamento e cometendo injustiça com o profissional que elegeu para cuidar do seu problema. 
     d) Por fim, evitar agravar o problema também é algo importante. Excesso de secador, prancha (chapinha), babyliss, químicas e todo e qualquer tipo de situação que possa comprometer ou piorar a saúde do couro cabeludo, deve ser discutido com o profissional e evitado quando preciso. Há uma regra simples na vida, a regra da escolha. Escolhas que prejudicam não ajudam, e escolhas que ajudam costumam não prejudicar. Então, não dá para querer tudo. Tomar bomba para ficar forte e querer manter os cabelos quando se tem propensão à calvície genética, por exemplo, é algo incompatível. Alguns "chips da beleza"(chips de liberação de hormonios implantados na pele) que as mulheres tem utilizados para deixar o corpo mais bonito, acabam por também promover queda capilar. Escolher o melhor para o tratamento também é uma demonstração de vínculo com bons resultados. Pense nisso. 
3- Há uma regra simples na recuperação capilar. As raízes dos cabelos costumam respeitar um ciclo de atividade. Esse ciclo, conhecido como ciclo dos cabelos, é lento. Tanto para a redução do volume de queda quanto para a melhora no crescimento capilar. Resultados surgem depois de semanas ou meses de iniciado um tratamento. Logo, expectativas realistas precisam ser apresentadas pelo profissional. Profissionais, ou empresas, que prometem resultados rápidos demais podem não estar sendo sinceros. Logo, desconfie. Toda recuperação capilar é uma construção lenta e gradativa. Não há pulo de etapas. O controle da ansiedade e das expectativas é importante. Quando há uma boa relação entre paciente é médico, isso fica mais fácil. 
Bem, vou parar de escrever. Há muitos outros motivos que fazem com que aquilo que um paciente queira (espere), de um tratamento capilar seja diferente do que é possível fazer e do que se consegue fazer. Mas acredito que este texto já deu uma ideia de que há coisas fundamentais que mostram que você está no caminho certo. Um profissional que cuida de você (não exclusivamente dos seus cabelos), da sua saúde, que é realista com os resultados, que não te promete milagres, que te orienta e educa quanto aos cuidados que você deve ter quanto ao seu estilo de vida e quanto ao tratamento, que tem comprometimento em buscar formas de melhorar a evolução de seu quadro, e que mantém uma ideia realista das possibilidades de resultado, além de te estimular sempre a manter o foco, está fazendo mais por você do que você imagina. Cabe a você leitor, que bleu este texto para entender o que o título do mesmo dizia, fazer sua parte. Tenho certeza de que, se for possível, pode haver chances do seu querer, das possibilidades do seu couro cabeludo de melhorar e do que se consegue ao final de um tratamento, ficarem muito próximas. 

SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook