EVITAR OS DANOS CAPILARES - UMA ESCOLHA QUE PODE SER SUA

Ando imensamente preocupado com o futuro de nossos cabelos. São tantas as agressões que eles sofrem que em breve vão sair correndo de nossas cabeças. É interessante perceber que algumas dessas agressões são involuntárias e que muitas são voluntárias, escolhidas pelos próprios pacientes (o termo certo aquiseria: escolhidas pelas próprias pacientes, porque via de regra as mulheres se expôe mais a agressões voluntárias do que os homens).
Vejam a foto acima. Temos quatro tipos de lesões nas fibras capilares: tricorrexe, tricorrexe nodosa, bubble hair e tricoptilose. Pode ser que quem não seja da área se pergunte o que significam estas palavras estranhas, mas não irá, de forma alguma, negar que há algo errado em esses cabelos. E muito errado. 
Tricorrexe é a quebra capilar completa provocada por um dano na haste. Tricorrexe nodosa é a fratura imcompleta, ou seja, a haste ainda não está totalmente quebrada, mas existem"nós" de fragilidade que anunciam a iminência da quebra. Bubble hair é a denominação dada às bolhas de ar nos cabelos causadas pelo excesso de danos térmicos (secador e chapa), e tricoptilose é a formação de pontas duplas (que podem ser triplas, quadruplas ou múltiplas). 
Cabelos não ficam assim, com tantos tipós de danos diferentes, de uma hora para outra. Isso é fruto de um certo abuso de métodos que, quando incompatíveis ou em excesso provocam lesões nas fibras capilares que progressivamente vão favorecendo o aparecimento deste quadro. Infelizmente, por falta de informação ou por má orientação, são muitas as mulheres que evoluem com este tipo de problema. Há um grande número delas que nem sabe que sofre com esse problema. 
Uma das queixas principais de um cabelo com tantos danos é o não crescimento dos fios. Cabelos que não passam de um certo comprimento. Natural que há um limiante de crescimento em comprimento dos cabelos para todos nós, mas, nesses casos, como os da foto, fica evidente que há algo de muito errado para o cabelo não crescer: ele quebra. E no que quebra deixa de cumprir suaa jornada até o comprimento máximo que pode chegar. 
Viverá esta situação com mais facilidade aqueles que têm cabelos mais susceptíveis aos danos, pessoas com cabelos finos, secos, que usam muito secador e chapa e que acumulam procedimentos químicos nos fios. Os que descolorem e aqueles que fazem muita escova progressiva em especial.
Viverá esta situação com mais facilidade também aqueles que acreditam naquele grande chavão: "isto nunca vai acontecer ccomigo", nos que acreditarem em profissionais mal intencionados, e naqueles que não acreditam nos profissionais bem intencionados. Até porque, há cabeleireiros e cabeleleros. E toda cliente que se preze tem que saber reconhecer qual é qual. 
O cabelo é uma estrutura que não se regenera. Ele é substituído pelo cabelo que vai sendo formado a partir do couro cabeludo, do folículo piloso, e a substituição de um cabelo danificado por um não danificado se dá em uma média de crescimento de 1cm/mês. Ou seja, é um processo lento demais. Não há milagre. Aquele que promete milagre para recuperar um cabelo como o da foto é, sobretudo, um mentiroso. A única coisa que trata um cabelo com o grau de dano mostrado é a famosa Vitamina T, de Tesoura! Ou seja, o corte dos fios danificados. 
Logo, responsabilidade é tudo. O "vale tudo para seguir a moda" ou para ficar "mais bonita" é, como tudo em saúde, uma escolha pautada no risco X benefício. Por isso, seja responsável. Tenha profissionais responsáveis cuidando dos seus cabelos. Evite abusos, e se previna dos danos de todas as formas que puder. Estas são as melhores escolhas que você pode fazer para continuar tendo cabelos bonitos e saudáveis. 

SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook