TAMPÕES DE SEBO E QUERATINA PODEM IMPEDIR A ENTRADA DE ATIVOS NO COURO CABELUDO

Olá, pessoal! Gostaria de ter um ano sabático, como têm os famosos, para colocar em dia todas as leituras da vida. Desde as Women's Health e Vogue até os livros empoeirados ao lado da cama. Enquanto isso não é possível e o trabalho e os estudos clamam, vamos de temas relacionados ao doutorado! Quanto mais estudo, mais aprendo.
O texto de hoje é para compartilhar com vocês uma informação surpreendente que encontrei enquanto escrevo um texto para meu doutorado. Vou direto à afirmação:
TAMPÃO DE SEBO E QUERATINA PODEM IMPEDIR A ENTRADA DE ATIVOS NO COURO CABELUDO. Sempre pensava que isso não fosse possível e eis que encontro um artigo que já demonstrou o fato.
Permita-me falar mais. Um grupo de pesquisadores alemães estudou o perfil de penetração folicular de nanopartículas de TiO2 (dióxido de titânio, um filtro solar físico) e de corantes fluorescentes e constatou que nem todos os folículos pilosos continham partículas ou o corante no seu interior após a aplicação tópica dos mesmos. Os autores afirmam que é necessário diferenciar folículos "abertos" de folículos "fechados". Folículos fechados são aqueles que contém uma cobertura, aqui denominada "tampão", composta de corneócitos (células compostas por queratina que compõem a camada mais superficial da epiderme) e sebo endurecido. Os autores referem que folículos em fase telógena seriam os fechados. Aqui acredito que seja necessária uma correção, pois folículos em fase quenógena ainda possuem o pelo no seu interior. Acredito que o termo correto seria folículo quenógeno, aquele que após uma fase telógena, seguiu inativo (sem produzir um novo fio). Os folículos abertos são aqueles que contém pelos em crescimento e/ou apresentam produção de sebo, o que implicaria em fluxo a partir do interior do folículo para a superfície cutânea, impedindo a formação dos ditos "tampões".
Esfoliação do couro cabeludo feita com argila verde.
O que sugerem os autores para aumentar a penetração intrafolicular de nanopartículas e ativos no interior dos folículos? lavagens intensivas ou (aquilo que considero mais interessante), PEELINGS!

Esfoliantes físicos em pré-xampus ou xampus
ganham destaque depois de tomarmos conhecimento
deste artigo.
A ideia de peeling de couro cabeludo pode ser estranha a alguns, mas já existem xampus no mercado com ácido salicílico a 3% que podem exercer esta função, pensando em peeling químico. Além do mais, a esfoliação física, feita com micropartículas, seja através do uso da argila ou de outros esfoliantes físicos como a semente de damasco, semente de uva ou sílica estão à disposição do terapeuta capilar. CONCLUSÃO: ESFOLIAÇÕES PERIÓDICAS NO COURO CABELUDO QUE RECEBE A APLICAÇÃO DE LOÇÕES ANTIQUEDA SÃO FUNDAMENTAIS PARA A PENETRAÇÃO INTRAFOLICULAR UNIFORME DOS ATIVOS CONTIDOS NA LOÇÃO. 

Referências: 
Lademann et al. Skin Pharmacol. Appl. Skin Physiol. 1999
Lademann et al. Skin Pharmacol. Appl. Skin Physiol., 2001 
Otberg et al. Laser Phys. Lett., 2004.

Profa. Tatiele Katzer
Farmacêutica (CRF-RS 14858)
Doutoranda em Nanotecnologia Farmacêutica
Mestre em Ciências Farmacêuticas
Pós-graduanda em Farmácia Estética
Docente de graduação e pós-graduações na área da Estética, Cosmetologia, Tricologia
SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook