O QUE HÁ DE MENTIRA NO MARKETING DOS TRATAMENTOS CAPILARES - COMO NÃO CAIR EM UMA CILADA

Trabalhar sério nos dias de hoje é algo que não vende. Este deve ser o lema de uma ampla gama de empresas que vendem produtos ou serviços capilares, tamanho o número de aberrações que acabamos vendo em páginas de redes sociais. 
Quem me conhece saber que sou contrário a qualquer tipo de propaganda enganosa. Quem já passou comigo como paciente sabe que costumo usar de ponderação e bom senso para falar de resultados. Uma vez, em um Congresso na Escócia, ouvi o grande médico e pesquisador em cabelos, Ralf Trüeb dizer algo que me marcou muito: Não devemos tirar a esperança de ninguém, mas também não podemos alimentá-las em exagero. Já vi pacientes com problemas capilares que eu não esperava melhora nenhuma e que, na medida do tratamento melhoraram muito mais do que eu imaginei, assim como já vi pacientes que eu tinha certeza de que iriam melhorar muito e cujos resultados deixaram a desejar. Levei esta lição para a vida, ainda mais quando realmente se observa que ela é totalmente aplicável à prática da tricologia. 
Há cinco grandes áreas envolvidos com a tricologia:
1- as clínicas médicas e de saúde, que tem um arsenal amplo de cuidados com os cabelos e que se pautam na literatura científica, 
2- os espaços de beleza e bem estar que trabalham apoiados em procedimentos que tem base científica mas com recursos diferentes, e com menos efetividade do que àqueles que podem ser utilizados pela área de saúde, 
3- a área farmacêutica, que pesquisa e desenvolve medicamentos e ativos que são avaliados e testados previamente antes de chegar ao mercado e que vem com dados estatísticos de eficácia bem definidos, 
4- as empresas de equipamentos tecnológicos que podem ser exclusivos de uso em clínicas de saúde (e alguns até mesmo em espaços de beleza e bem estar), assim como há equipamentos de uso domiciliar
5- a área de cosméticos e de suplementos nutricionais 
Fico chateado quando qualquer uma destas áreas sabota seus pacientes/clientes com o marketing do medo, do apelo ao desespero ou do engodo (engodo=mentira, para quem não é familiarizado com este termo). 
Recentemente tenho visto nas redes sociais muitas empresas, clínicas e espaços de beleza que tem se utilizado desta técnica. Serve de chamariz para pessoas que estão desesperadas pela perda de cabelo. Logo de cara, o que se pode perceber, principalmente em relação ao marketing que envolve números, é que estes produtos e serviços não vão conseguir cumprir o que prometem. 
Prometer cabelos que crescem mais do que 1,2 a 1,3 cm ao mês não é algo fácil de se comprovar científicamente. E quando falo que não é fácil é porque a média de crescimento capilar na população geral na literatura científica é de 1 cm ao mês. Um bom tratamento pode fazer chegar a 1,2 ou 1,3cm/mês, quem sabe, mas mais que isso, desconfie. Pergunte se tem como provar, se fizeram estudos que justifiquem o marketing, mas não caiam nele antes de terem acesso a este conteúdo. PROMESSA DE CRESCIMENTO CAPILAR MAIOR DO QUE 1,2cm/mês É ALGO QUE VAI ALÉM DO FISIOLÓGICO. NENHUMA REVISTA CIENTÍFICA PUBLICOU DADOS ASSIM SOBRE OS MELHORES TRATAMENTOS À DISPOSIÇÃO NO MERCADO. SOA ENGODO!
Se uma empresa prometer redução de 99% da queda capilar, desconfie. Queda capilar é algo fisiológico e os números são enganosos. E ISTO NÃO É FISIOLÓGICO. NÃO DÁ PARA PROMETER, AINDA MAIS QUANDO O PRODUTO É UM SUPLEMENTO NUTRICIONAL QUE TEM AÇÃO COMPLEMENTAR NAS QUEDAS CAPILARES POR NÃO ATUAR EM TODAS AS CAUSAS DE QUEDA CAPILAR.
Falar em redução da queda em até 10 dias pode ser algo possível, mas não por causa de tratamentos e sim porque a queda já estava programada para reduzir. Quem estuda o ciclo dos cabelos e trabalha sério sabe que isso não é possível. Uma vez vi uma empresa de cosméticos prometer redução da queda capilar em 3 dias. UM ABSURDO! E era uma empresa renomada de um grupo cosmético renomado. Pergunte a qualquer grande pesquisador da área se isso é passível de acontecer. Só acontece quando a queda já estava programada para ceder dentro daquele período, e, coincidentemente, o paciente iniciou o tratamento justamente nesta fase de decrescência da queda capilar. QUESTIONE OS MARKETINGS QUE FAZEM ESTE TIPO DE PROMESSA!
Alguns produtos prometem restaurar o couro cabeludo em um tempo qualquer, sei lá, 30 dias. DEVEM EXPLICAR MELHOR O QUE É RESTAURAR O COURO CABELUDO. Que couro cabeludo deve ser restaurado? Que tipo de queda de cabelos precisa de restauração do couro cabeludo? Há situações em que o couro cabeludo deve e pode recuperar a saúde? Sim, claro, mas o marketing generaliza a informação e a tal "restauração do couro cabeludo" soa genérica, como se fosse algo essencial para a recuperação capilar. BUSQUEM SE INFORMAR NOS CANAIS CERTOS. O MARKETING TEM ARMAS QUE REALMENTE SÃO APELATIVAS E NADA ESPECÍFICAS.
RECUPERAR ATÉ "X"% DOS CABELOS NÃO SIGNIFICA RECUPERAR "X"% DOS CABELOS. Tudo depende de gravidade do quadro, do tempo de evolução da queda capilar e também do diagnóstico (tipo de queda capilar/alopecia que o paciente tem). Na campanha de marketing parece lindo, mas na sua cabeça não vai ser assim. 
E quando uma empresa diz que um produto deixa 98% dos cabelos mais encorpados, melhora em 97% a massa dos fios de cabelo e deixa 95% dos cabelos mais fortes, na minha leitura está dizendo 3 vezes a mesma coisa. Ainda que estes números sejam verdadeiros, por favor, peço às empresas que utilizam dados tão elevados de melhora percentual de seus tratamentos e produtos, que os provem. SE PROVAREM, EU ME RENDO. Mas como não vão conseguir provar estes números, vamos ao que interessa: Mais encorpados e com mais massa para mim significa a mesma coisa. Sendo assim, expliquem qual a diferença, do contrário, os números não estão batendo! É 98% ou 97%? Ainda que estes números digam, numericamente, quase que a mesma coisa. Melhor, peçam à empresa que fez os testes clínicos com os produtos os gráficos que mostram estes resultados e a definição do que é "corpo" e "massa" capilar especificando qual a diferença entre as duas coisas. DUVIDO QUE TENHAM SIDO FEITOS TESTES CLÍNICOS, ASSIM COMO DUVIDO QUE OS NÚMEROS TENHA SIDO ESTES. Se foram, façam-me calar! Me provem! E, de novo, eu me rendo e escrevo um texto de retratação aqui mesmo neste blog.
E 97% de melhora da densidade? O que dizer disso? Densidade capilar é o número de fios de uma determinada área, exemplo: fios/cm2. Quer dizer então que, hipoteticamente, se há 100 fios em 1cm2 a empresa promete um total de 197 depois do tratamento. Mas quanto tempo depois? Será que é possível dizer QUANTO TEMPO DEPOIS? Sobre que condições? Em que tipo de problema de queda capilar? Na calvície, no eflúvio, na alopecia areata? Qual foi a queda de cabelo (o diagnóstico do paciente, o problema que o paciente tem), parâmetro para que uma empresa afirme estes números?
CORRAM ATRÁS DESTA INFORMAÇÃO. SE VOCÊ ACEITAR TUDO O QUE DIZ O MARKETING, CERTAMENTE SERÁ ENGANADO. E para ser enganado, basta sofrer de queda capilar e não ir atrás de profissionais que tenham capacidade de te orientar. 
Peço encarecidamente. Não acreditem em tudo que está ai. Não percam dinheiro com empresas que não tem base. Por mais séria e cheia de reputação que seja uma empresa, desconfiem quando a esmola for muita. Peçam resultados comprovados por testes clínicos realizados em empresas sérias. 
Lembrem-se de que cada pessoa é única e que, mediante a um tratamento, podem ter resultados os mais variados utilizando um mesmo tratamento, mesmo tendo o mesmo diagnóstico de alopecia e estando no mesmo padrão de gravidade do quadro.
Já vi muita foto de antes e depois que tem photoshop, iluminação diferente de uma foto para outra, ausência ou presença de flash na hora da foto, cabelo molhado na primeira foto e seco na foto de acompanhamento. Só isso para mim já faz muita diferença e dá margem para avaliarmos de maneira equivocada.
PORTANTO, PRESTEM ATENÇÃO! TOMEM CUIDADO! E EVITEM AS EMPRESAS QUE USAM DO ENGODO PARA TIRAR SEU DINHEIRO E FAZER VOCÊ PERDER TEMPO COM CUIDADOS E TRATAMENTOS QUE NÃO VÃO CUMPRIR O QUE PROMETEM. 
SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook