VOCÊ INTERROMPEU SEU TRATAMENTO CAPILAR E SEU CABELO VOLTOU A CAIR, E AGORA?

É sempre a mesma coisa, você começa um tratamento para queda capilar, os cabelos começam a melhorar e você fica feliz. Recupera a auto estima, a satisfação com seus cabelos até que decide parar de tratar. E parou por que? Porque percebeu que já estava melhor, satisfeito(a), de bem com sus cabelos novamente.
Não passa muito tempo e seus cabelos voltam a cair de novo. às vezes até com mais intensidade do que antes. Surgem as perguntas, será que o tratamento não deu certo? Uma nova caminhada começa em busca de uma solução. Às vezes até procurando outro médico, afinal, aquele tratamento que o médico anterior sugeriu melhorou seus cabelos, mas logo que você parou de usar piorou tudo de novo. E ai você pensa que é melhor tentar outro profissional, quem sabe com outro médico o tratamento "dá mais certo". Mas a história se repete. Cabelos melhoram mas uma nova interrupção provoca uma nova queda. E lá vem o desespero de novo. 
Essa história, para alguns pacientes, se repete incontáveis vezes. Para a grande maioria das pessoas porque o fator causal não foi solucionado/eliminado, ou é algo que envolve cuidados continuados com a saúde ou com os cabelos em si, como no caso do hipotireoidismo ou da alopecia androgenética, respectivamente.
Anemias, deficiências de vitaminas, uso de medicamentos que causam queda capilar, problemas emocionais duradouros, estresse, depressão e ansiedade são causas que, ao serem identificadas, precisam ser tratadas Se realmente corrigidas ou eliminadas podem provocar melhora efetiva do processo.
Já casos de doenças crônicas como hipotireoidismo, diabetes e doenças autoimunes, precisam ser tratados continuamente e com acompanhamento médico regular pelos riscos que à saúde que provocam e, neste caso, porque indiretamente provocam queda capilar. O não tratamento e controle continuado destes processos pode ser motivo de quedas de cabelos que melhoram com tratamentos exclusivamente voltados para os cabelos, mas que não evoluem com consistência quando interrompidos. 
A alopecia androgenética, calvície genética, uma das maiores causas de perda de cabelos em homens e mulheres, é um problema que, por ser genético, exige tratamento sem interrupção por tempo indeterminado. A interrupção do mesmo promove queda capilar.  
Quando recebo pacientes com este tipo de queixa em meus atendimentos, logo percebo que eles se encaixam em três situações que levam ao inconviente citado no início de nosso texto. Em primeiro lugar, um erro de comunicação entre profissional e paciente. Informar o diagnóstico é essencial para que haja uma compreensão de que o tratamento, independente do motivo que leve à queda capilar, deve ser feito com afinco pelo paciente. Se for de alopecia androgenética, em especial, o paciente deve ter consciência de que os cuidados serão por tempo indeterminado, ou seja, não poderão deixar de cuidar nunca. Em segundo lugar vem a negação de alguns pacientes que sofrem de um problema crônico cujo tratamento não deve ser interrompido. A forma mais comum de alguém negar que sofre de um problema de saúde é negando seu tratamento assim que ele começa a mostrar resultados de melhora. Por último, alguns pacientes, apesar de compreenderem que o quadro exige cuidados continuados, acha o tratamento muito chato e inconveniente e, como melhorou, faz uma escolha de risco, decidindo por descontinuar o mesmo. 
Se você se identificou com alguns dos três motivos que foram citados acima, está na hora de reconsiderar a forma de pensar seu tratamento. Conversar com seu médico sobre o seu diagnóstico, entender as motivações que te levaram a descontinuar o tratamento ou buscar uma forma de transformar algo que parece ser chato em uma rotina por um bem maqior, manter os cabelos. Acredito que com um pouco de empenho, mesmo um tratamento que seja por tempo indeterminado pode ser recompensador e, se transformado em um meio para atingir um fim, ou seja, num hábito saudável para sua vida, poderá ainda te trazer muitas alegrias. 

SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook