MEUS ATENDIMENTOS EM TRICOLOGIA EM SANTA CRUZ DO SUL - RS

Há alguns meses iniciei atividades de atendimento médico no Rio Grande do Sul, mais precisamente em Santa Cruz do Sul, uma deliciosa cidade localizada no centro do estado. Desde então tenho me dividido em minha clínica em São Paulo e atendimentos que realizo no tranquilo e agradável espaço da Clínica Lótus (onde fui muito bem acolhido), que fica localizada entre o centro da cidade e o bairro de Higienópolis (sim, assim como São Paulo e Porto Alegre, Santa Cruz do Sul também tem um bairro chamado Higienópolis). 
Inicialmente minha prática tem sido apenas voltada aos cuidados com a queda capilar, em especial a Tricologia, área a que me dedico a tempos. Mas naturalmente que procedimentos como preenchimentos de ruga, toxina botulínica e outros métodos que eu sempre realizei em pacientes que confiam no meu trabalho profissional começam a ser realizados. Ainda pretendo instituir atendimentos em psicossomática e em abordagem ortomolecular, duas outras áreas nas quais atuo em SP.
Tem sido uma experiência prazerosa atender os gaúchos. Costumam ser pacientes, muito disciplinados nas orientações que são dadas para uso domiciliar, além de serem muito minuciosos quanto a fornecer informações relevantes durante o atendimento. Raramente desagendam ou altam nos procedimentos. Desse jeito fica fácil e gostoso para o médico trabalhar.
Somado ao fato dessa relação médico-paciente ser muito produtiva, os gaúchos são excelentes contadores de histórias. Por conta disso, em algumas consultas, me deparo com momentos extrovertidos, quando o tempo me permite ouvir sobre temas da região, da cultura e histórias de vida que só quem vive ali pode contar. 
Lembro-me de no começo de minha carreira ter sido seduzido por uma proposta de trabalho que recebi para atender no RS, mais especilamente em Porto Alegre. Sempre tentei imaginar como teria sido minha vida se tivesse deixado São Paulo naquela época para começar minhas atividades profissionais na capital gaúcha. Uma fantasia que viveu em mim até pouco tempo atrás quando surgiu essa nova possibilidade de trabalhar em Santa Cruz do Sul.
Ao contrário do que acontece quando estou em São Paulo, no edifício onde atuo no bairro de Moema, onde a vista de minha janela me apresenta uma enormidade de outros prédios e tem como pano de fundo aviões que decolam e pousam em Congonhas, a deliciosa sede da Clínica Lótus tem um belo gramado à sua frente. É nesse gramado que me permito caminhar entre uma consulta e outra. Um lugar que me remete a paz e tranquilidade. 
Se em São Paulo é o café que me faz companhia nas pausas para retomar os atendimentos, em Santa Cruz do Sul é o chima(rrão). Além do breve encontro com os demais colegas que ali trabalham. 
Hoje não preciso mais fantasiar como seria trabalhar no Rio Grande do Sul. Ao menos uma vez por mês me dou este prazer, e tem sido uma exelene experiência. 
Por fim, quis o destino que algo extremamente curioso e interessante acontecesse com meu registro médico no Conselho Regional de Medicina do RS, os três últimos dígitos do meu registro são os mesmos dos de São Paulo, sendo diferentes apenas os dois primeiros.
SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook