NOVIDADE! ÓLEO ESSENCIAL DE JUJUBA ESTIMULA O CRESCIMENTO CAPILAR

Árvore Zyziphus jujuba com frutos.
Os óleos essenciais têm muita aplicabilidade no tratamento de alterações capilares. Nós mesmos aqui do blog Tricologia Médica já escrevemos textos sobre o uso de uma mistura de óleos essenciais para o tratamento de alopecia areata e este que fala sobre o uso de óleo essencial no tratamento da pediculose (piolhos). Infelizmente temos poucos artigos científicos conduzidos de maneira adequada que consolidem os óleos essenciais como uma estratégia eficaz para o estímulo do crescimento capilar (na alopecia androgenética e alopecia areata, por exemplo) ou na restauração da saúde do couro cabeludo (psoríase e dermatite seborreica). Um grupo de pesquisadores de Bangladesh e da Coreia (2010) estudou o potencial do óleo essencial de semente de jujuba (Zizyphus jujuba) no estímulo do crescimento capilar. Os autores comentam sobre as propriedades de diferentes partes desta planta; as frutas são comestíveis e conforme o subproduto obtido da jujuba pode-se obter efeitos anti-infertilidade, analgésico, antidiabético. A semente de jujuba é usada por suas propriedades ansiolíticas, contra a insônia, regulação dos níveis glicêmicos e lipídicos. O mesmo grupo de pesquisadores publicou dois artigos prévios (2009 e 2010) que reportavam a composição química e as propriedades antimicrobianas e antioxidantes do óleo essencial de semente de jujuba, bem como de diferentes extratos orgânicos.
Resultados apresentados com o uso de óleo essencial de jujuba (ZJ-EO) a 0,1, 1 ou 10%. HC = hidrocortisona (controle negativo - inibe crescimento capilar). Shaved skin = pele depilada. No treatment = animal não tratado.
Vamos entender como o estudo foi feito. Diferentes concentrações (0,1%, 1% e 10%) do óleo essencial de jujuba foram aplicadas (0,1 µl) sobre o dorso (4 cm2) depilado de camundongos BALB/c (sem qualquer problema capilar) durante 7 dias, uma vez ao dia. Após 21 dias (14 dias após o final do tratamento) os camundongos foram avaliados de forma macroscópica (fotografia) e posteriormente sacrificados para possibilitar a análise histológica. No dia 21 todos os camundongos apresentaram um nível variável de repilação, independente de serem tratados ou não. No entanto, os camundongos que receberam a aplicação de óleo essencial de jujuba em concentrações maiores (1 e 10%) demonstraram melhor resultado. Quando os pelos foram analisados quanto à espessura e peso verificou-se que a concentração de óleo essencial que apresentou melhor resultado foi a intermediária (1%). Os autores reconhecem que não há mecanismo de ação conhecido para explicar esse estímulo no crescimento capilar promovido pelo óleo essencial de jujuba, no entanto ressaltam que a composição e mistura lipídica (ácido palmítico, ácido oleico, ácido linoleico, ácido linolênico e ácido araquidônico, etc.) presente nos óleos essenciais são possivelmente os responsáveis pelos seus efeitos, incluindo a capacidade de inibir a enzima 5-alfa-redutase, fundamental na fisiopatologia da alopecia androgenética.
Minhas considerações quanto a este material:
- O modelo animal usado no artigo não é o mais adequado para mimetizar com fidelidade a alopecia androgenética.
- O artigo nos apresenta um óleo essencial diferente dos tradicionalmente utilizados com a finalidade de crescimento capilar (ex.: lavanda, alecrim, tomilho). Para você que trabalha com óleos essenciais, fica a dica.

Fontes de consulta:
Yoon et al, 2010. Hair growth promoting effect of Zizyphus jujuba essential oil.
Al-Reza, S.M., Bajpai, V.K., Kang, S.C., 2009. Antioxidant and antilisterial effect of
essential oil and organic extracts from Zizyphus jujuba. Food Chem. Toxicol. 47,
2374–2380.
Al-Reza, S.M., Rahman, A., Lee, J.H., Kang, S.C., 2010. Potential roles of essential oil
and organic extracts of Zizyphus jujuba in inhibiting food-borne pathogens. Food
Chem. 119, 981–986.



SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook