XAMPU A SECO e TALCO - saiba como reduzir o aspecto oleoso dos seus cabelos

Se você tem cabelos oleosos ou mesmo mistos (oleosos na raiz e secos nas pontas) sabe que é praticamente impossível pular um dia sequer a lavagem dos mesmos. O impacto estético de um cabelo oleoso não é apreciado, pois eles ficam excessivamente untuosos próximo ao couro cabeludo, com brilho característico, além de resultar em diminuição do volume e movimento das madeixas.
Neste caso, o mais adequado é que se use produtos específicos para a higienização. Existem no mercado, e é possível manipular, xampus contendo ativos cosméticos para o controle da oleosidade, como por exemplo ácido salicílico, enxofre, biotina, chá verde, zinco, entre outros. No entanto, o que fazer se não for possível lavar os cabelos para uma ocasião pontual? Sair com eles oleosos pode gerar extremo desconforto. O mercado cosmético disponibiliza inúmeras marcas de uma opção relativamente nova de xampus, os XAMPUS À SECO OU XAMPUS SEM ÁGUA. 
Xampu a seco sendo aplicado nos cabelos.
Fonte; http://drinkdeestilo.com.br/xampu-seco-funciona/ 
Com a finalidade de apaziguar o brilho excessivo devido à oleosidade próximo à raiz dos cabelos, eles devem ser utilizados naqueles dias em que você não quer ou não consegue proceder com a higienização tradicional: água + xampu + água + condicionador + água + qualquer outro produto de finalização que julgar necessário. Que fique claro: nenhuma marca indica os xampus a seco como substituto recorrente do xampu tradicional, pois embora o aspecto dos cabelos possa melhorar muito, há secreções do couro cabeludo que não são removidas e o acúmulo delas não é bem vindo.
Há xampus a seco no mercado que prometem redução de cerca de 90% da oleosidade no local da aplicação e duração do efeito por 6 horas. Por falar em aplicação, você sabe como estes produtos devem ser utilizados? Frequentemente o procedimento é muito simples. Com os cabelos soltos e desembaraçados, o produto que é comercializado na forma de spray (em frascos tipo os de fixador de cabelo) deve ser agitado e aplicado a uns 10 a 15 cm do couro cabeludo para evitar acúmulos do pó nesta região. Para melhor espalhá-lo, recomenda-se o uso de um pente ou escova. Algumas marcas recomendam ainda a utilização de uma toalha para remoção do excesso de pó. Funciona? Certamente que sim. E agora vamos entender um pouco o porquê. A composição dos xampus a seco é quase universal, ou seja, há muito pouca diferença entre a escolha das substâncias de uma marca para outra. O sistema de spray nas embalagens metálicas pressurizadas só é possível devido à presença de gases propelentes, como butano, propano e isobutano, que atuam como o veículo de transporte das substâncias de dentro do frasco para fora. Reside aqui a importância da agitação do frasco antes da aplicação. É preciso misturar os demais componentes com o gás para ele “carreie” as demais substâncias no momento em que apertamos a válvula. Álcool é frequentemente utilizado para favorecer uma secagem rápida, pois é altamente volátil. A concentração é pequena, pois sequer percebe-se a sensação de umidade. O álcool também é responsável pela sensação de refrescância que muitos xampus a seco proporcionam. Silicones, como o ciclopentasiloxano e o dimeticone podem ser utilizados para evitar o efeito de frizz (repulsão entre os fios de cabelo). E a cereja do bolo fica a cargo das substâncias amido de alumínio octenilsuccinato e sílica, pois estas são as responsáveis pela absorção da oleosidade. Seu aspecto é um pó branco, praticamente sem cheiro e que confere ao xampu a seco toda a sua funcionalidade. Estas substâncias absorvedoras também são utilizadas em produtos para a pele oleosa. Como todo mundo gosta de um cabelo cheiroso, o uso de fragrâncias é extremamente comum.
Outro benefício advindo do uso dos xampus a seco é um possível prolongamento da durabilidade de procedimentos químicos, como tonalizantes e reconstruções capilares, devido a um aumento no espaçamento das lavagens. Não há restrições quanto aos tipos de cabelo nos quais o xampu a seco pode ser utilizado. Por fim e não menos importante, a economia de água ou mesmo a ausência dela (algo que foge do nosso controle direto) às vezes pode fazer o xampu a seco não apenas uma opção, se não a única.
Aplicação de talco em cabelos oleosos.
Fonte: http://www.alfinetesdemorango.com/2014/04/5-dicas-para-substituir-
produtos-de-beleza-na-emergencia.html
Você certamente já ouviu falar do uso de talco no cabelo para efeitos semelhantes aos que se objetiva com o uso do xampu a seco. Sim, o talco (silicato de magnésio) também é um absorvente de oleosidade, no entanto apresenta duas desvantagens principais quando comparado aos mais modernos xampus sem água, são elas: aspecto opaco e esbranquiçado dos cabelos, o que está relacionado à segunda desvantagem, o fato dos frascos e a forma de aplicação não favorecem a liberação de uma quantidade pequena do pó, o que facilmente gera acúmulo de produto no couro cabeludo e cabelos. Talco anda démodé. Se renda aos avanços da indústria cosmética,  experimente o xampu a seco e tire suas próprias conclusões. 
SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook