EDUCAÇÃO EM TRICOLOGIA - UMA ETAPA IMPORTANTE DO TRABALHO DA ACADEMIA BRASILEIRA DE TRICOLOGIA

Os últimos meses tem sido de grande relevância para a Academia Brasileira de Tricologia (ABT). Nossa diretoria tem trabalhado de maneira intensa no aperfeiçoamento de um projeto educacional que visa desenvolver a tricologia com responsabilidade e cuidado.
A formação de turmas de pós-graduação na região Centro-Oeste (Goiânia) e Nordeste (João Pessoa) foi fundamental para que pudéssemos fazer chegar em estados importantes do Brasil aqueles que são nossos objetivos como instituição. 
Estamos mapeando novas regiões e estados para seguirmos crescendo, mas entendemos que para realizar um trabalho com qualidade é fundamental o planejamento. Parte desse planejamento implica em estarmos associados a profissionais e empresas sérias, que compartilhem conosco o propósito de um trabalho compatível com aqueles que são os nossos valores. 
Por conta disto a ABT realizou um evento importante no começo deste mês de fevereiro, o 2o. Curso de Formação Docente da ABT. Não se trata de um curso que forma docentes, mas um curso que lapida profissionais que já atuam como professores ou que enxergam em si a vocação da docência para que possam participar de projetos ligados à nossa Academia. 
Este curso, que exige avaliação curricular dos candidatos, foi realizado na sede do CAECI nos dias 1 e 2 de fevereiro, tendo a participação de quase 50 "professores", sendo esses escolhidos após uma criteriosa seleção de profissionais.
Fomos quatro os ministrantes nesta edição, o professor Carlos Oristânio coordenador de curso e de campus na Universidade Cruzeiro do Sul, o professor Lucas Portilho, do Instituto IPupo e da Sociedade Brasileira de Educação, o professor Celso Martins Júnior e eu.
Tivemos dois dias intensos, de grande troca de conhecimentos, muito networking e participantes de muitos cantos do Brasil. Tivemos participantes do Pará, Pernambuco, Paraíba, Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul, além daqueles que são do estado de São Paulo, em um evento que reforça a brasilidade da ABT.
Desses profissionais, muitos já estão envolvidos em projetos educacionais pela ABT, levando a vários cantos de nosso país aquilo que mais prezamos: transferir conhecimento e experiência com bases científicas e ética profissional. Outros serão brevemente incorporados nos projetos da ABT nas esferas do ensino técnico, nas graduações e pós-graduações em que estamos envolvidos. 
Temos um prazer enorme em constatar que há tanta gente interessada nessa ciência fascinante. Gente boa, de valor, de qualidade. Acreditamos que são esses profissionais os que queremos próximos a nós. Aqueles que creem que podem fortalecer a tricologia com seriedade e pratica-la com o maior respeito possível. 
Nossos esforços estão dirigidos para fazermos da tricologia uma ciência de grande valor. Que ela possa unir profissões e que permita que profissionais de formação diferentes possam trabalhar em conjunto, agregando seus valores a projetos para a saúde e o bem estar.
A tricologia não é uma ciência de uma classe profissional, é uma ciência de profissionais de classes variadas, mas que busca a integração de todos para exercer a interdisciplinaridade em prol da prevenção e cuidados com os problemas dos cabelos, e, com isso, melhorar a vida das pessoas. 
Buscamos isto através da educação. De uma educação responsável e com qualidade. 
Saudações,
Ademir C Leite Júnior



SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook