CALVÍCIE E O RISCO DE CÂNCER DE COURO CABELUDO

Recentemente tenho observado o aumento de algumas lesões na pele de couros cabeludos de pacientes calvos. Na grande maioria das vezes estas lesões são manchas que resultam da exposição solar ao longo dos anos.
Apesar destas manchas, muitas vezes sem comprometimento severo para a pele em alguns pacientes, me preocupa observar algumas outras lesões como descamações, crostas ou pequenas feridas que não cicatrizam com facilidade.
Muitas são lesões benígnas que, se não tratadas, até podem evoluir para malígnas. Outras já se tratam de tumores malígnos de pele e pedem tratamento imediato.
Cuidar desta área é fundamental, uma vez que quanto antes isto aconteça, mais efetiva é a chance de cura do problema sem sequelas futuras. Porém, deixar o tempo passar sem procurar ajuda médica para estes tipos de caso acaba sendo arriscado.
Atualmente o melhor a fazer em casos como este é prevenir as lesões provocadas pelo sol e suas radiações ultravioletas (que acabam sendo também ultraviolentas). O uso de bonés, chapéus e até mesmo do filtro de proteção solar (que deve ser reaplicado a cada 2h), garante maior proteção e evita muitas destas complicações.
Quando estas lesões já se fazem presentes, a procura do médico para avaliar a necessidade de tratamento ou procedimento cirúrgico é iminente. Quando se percebe esse tipo de lesão o tempo é o maior aliado, e não devemos esperar para procurar ajuda.  

SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook