Medicamentos que podem causar queda capilar

Acredito realmente que as bulas são muito importantes para que o paciente possa estar ciente de que tipo de medicação está utilizando e aquilo que ela é capaz de promover. Entendo que, bem utilizadas pelo paciente, podem realmente ajudar a entender e identificar possíveis efeitos colaterais e reações adversas, por exemplo.
Por outro lado fico preocupado quando um paciente passa a ver nas informações da bula um motivo para evitar o uso de medicamento prescrito por um profissional que o avaliou e decidiu que aquela era uma importante opção para o tratamento que o trouxe à consulta. A bula é uma fonte de informações importantes, mas não pode pautar a decisão de um paciente em não usar a medicação em questão sem que ele, na dúvida, questione seu médico novamente.
Ainda assim, devo dizer que efeitos colaterais e reações adversas que aparecem nas bulas nem sempre ocorrem. Estão ali para que possam ajudar ao paciente e ao médico no entendimento de qualquer problema com o medicamento, mas nem sempre que estão alí, impressas e cuidadosamente dobradas dentro da caixinha do remédio, irão se manifestar.
Por conta de muitos pacientes que me questionam sobre efeitos colaterais ou reações adversas aos medicamentos que utilizam resolvi trazer ao leitor deste blog comentários sobre um interessante artigo publicado pela Dra Antonella Tosti e pelo Dr Massimiliano Pazzaglia da Universidade de Bolonha na Itália.
Segue uma tabela extraída do artigo publicado pela Dra Tosti e Dr Pazzaglia, em inglês, mas certamente compreensível, de medicamentos que PODEM CAUSAR (mas nem sempre causam), queda capilar. Quem tiver dúvidas sobre seu quadro de queda capilar estar associado ao uso de algum destes medicamentos, deverá questionar seu médico sobre o uso dos mesmos:

SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook