Mais informações sobre células tronco que podem ajudar no desenvolvimento de novos tratamentos para a calvície - Folículos pilosos e melhor entendimento sobre as vias de sinalização BMP e Wnt

Entender o mecanismo pelo qual um conjunto de células tronco se comporta é o tipo de conhecimento de grande valia para a ciência básica. Até porque, as ciências básicas oferecem substrato significativo para tudo o que pode vir um dia ser utilizado clinicamente nos cuidados com nossa saúde. Se o estudo de células tronco for realizado em uma estrutura que nos é de interesse (e aqui, falo sobre aqueles que são frequentadores desse blog e adoram novidades sobre os cabelos), melhor ainda. 
A equipe do Dr Krzysztof Kobielak, do laboratório de patologia da University of Southerm California (USC), publicou alguns artigos que descrevem mecanismos relacionados ao comportamento de células tronco da área do bulge dos folículos adultos e o seu papel na ativação ou na quiescência (manutenção do estado de repouso), dos ciclo de crescimento dos cabelos.
Para quem ainda não sabe, o bulge é uma região do folículo piloso onde existe um estoque de células tronco (até mesmo em adultos), que tem papel importante no controle do ciclo de crescimento dos cabelos.  
A ciência já reconhece a importância dessas células na regeneração da estrutura folicular, assim como elas tem uma importância grande na regeneração cutânea (a regeneração da pele por essas células dos folículos pilosos, em especial, é fundamental para a evolução de tratamentos de pacientes queimados ou com outras patologias que afetam a epiderme). 
Os estudos da equipe do Dr Kobielak, focado no entendimento dessas células tronco, observaram o comportamento de moléculas importantes para o controle do ciclo dos cabelos, as das vias sinalizadoras de Wnt e as das bone morphogenic proteins, conhecidas como BMPs. Os pesquisadores identificaram uma complexa rede de genes envolvidos no controle do ciclo de crescimento dos cabelos relacionados às vias sinalizadoras de Wnt e BMPs, em especial o gene Wnt7, que, se estiver inativado resulta em um cabelo com crescimento pífio. 
Os dados da pesquisa provaram que quando a sinalização das vias das BMPs está reduzida e a das vias de Wnt está aumentada há ativação do crescimento capilar. O contrário, aumento da atividade da sinalização de BMPs e redução da sinalização de Wnts, mantém o folículo em estágio de repouso. 
As proteínas Smad1 e Smad5, da via sinalizadora das BMPs, também foram foco de estudo dos pesquisadores que elucidaram seus comportamentos frente ao controle do ciclo capilar. 
A compreensão desses mecanismos, como eu costumo dizer nesse blog, e sempre que comento estudos que mostram avanços no entendimento do comportamento folicular via biologia molecular, é sempre muito bem vindo. Ainda assim, volto a afirmar que a compreensão global do controle do crescimento capilar é um quebra cabeça com muitas peças e que a cada dia cresce mais. Só nesse blog, (quem não encontrar no endereço atual www.blogtricologiamedica.com.br poderá encontrar no endereço antigo www.tricologiamedica.blogspot.com.br, até que venhamos a migrar todo o conteúdo para o blog novo), há uma vasta discussão de artigos sobre as novas descobertas da ciência básica que se complementam. 
É claro, como os autores afirmam, que esses estudos poderão vir a trazer benefícios e práticos para tratamentos clínicos no futuro. Sejam eles de queda capilar, sejam eles de problemas de pele. Mas creio que o caminho até eles ainda é de muito pesquisa, entendimentos e conclusões, antes de termos algo definitivo para os cuidados, em especial, com os cabelos. 
Espero que, em breve, muito breve mesmo, possamos ter notícias ainda mais alegres e esperançosas do que as apresentadas pela equipe do Dr Kobielak para aqueles que buscam um melhora ainda mais expressiva dessa ciência que a a tricologia. Afinal, não são apenas os que sofrem com a calvície e a perda capilar que esperam com ansiosos por mais evolução nessa área. De minha parte posso garantir que, cada estudo publicado, cada nova forma de olhar e entender a estrutura capilar como um todo, sua fisiologia e as maneiras de melhorar a performance e corrigir os problemas dos folículos pilosos, me deixam com os olhos brilhando, e me fazem acordar todos os dias com mais alegria e certeza de que faço o que gosto e de que cada paciente cuidado vale a pena. 
Referências:
Kobielak K, et al. Loss of a quiescent niche but not follicle stem cells in the absence of bone morphogenetic protein signaling. PNAS. 2007 Jun 12;104(24):10063-8. 
Kobielak K, et al. Competitive balance of intrabulge BMP/Wnt signaling reveals a robust gene network ruling stem cell homeostasis and cyclic activation. PNAS 2013 Jan 22;110(4):1351-6.
Kandyba E, Kobielak K. Wnt7b is an important intrinsic regulator of hair follicle stem cell homeostasis and hair follicle cycling. Stem Cells. 2013 Nov 13. doi: 10.1002/stem.1599
Kandyba E, Hazen VM, Kobielak A, Butler SJ, Kobielak K. Smad1&5 but not Smad8 establish stem cell quiescence which is critical to transform the premature hair follicle during morphogenesis towards the Postnatal State. Stem Cells. 2013 Sep 10. doi: 10.1002/stem.1548.
Kobielak K, Pasolli HA, Alonso L, Polak L, Fuchs E. Defining BMP functions in the hair follicle by conditional ablation of BMP receptor IA. J Cell Biol. 2003 Nov 10;163(3):609-23.



SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook