Carequinhas e GRAACC - Uma campanha para estimular a diversão de crianças com câncer.

Como acho legal algumas campanhas que trabalham a ideia de que a vida segue, apesar dos cabelos. 
Cuido de cabelos, tenho como objetivo maior o cuidado com eles, trabalho no sentido de preserva-los ou melhora-los. Mas há casos em que a perda capilar é inerente a cuidados maiores com a saúde. Alguns tratamentos de câncer, em virtude, em especial da quimioterapia, podem provocar a perda temporária de cabelos. 
E sendo esse fato uma coisa vinculada a um objetivo maior, a saúde e a preservação da vida, entendo que essas situações de perda capilar devem ser encaradas como algo menor. Porém, nem sei que nem sempre é assim. Há, é claro, casos em que a perda de cabelos parece mais difícil de ser aceita do que a própria doença em si.
Nos casos que envolvem crianças, em especial, a situação envolve questões complexas do ponto de vista emocional, psíquico, social, familiar. O câncer infantil é uma manifestação clínica não apenas limitada ao paciente, mas também a todos que o cercam e que, pela comoção e desconforto que nos causa, exige um olhar diferente e cuidadoso para o problema. Se eu, em particular, pudesse impedir que qualquer criança do mundo passasse por isso, certamente tentaria. Assim como sei que muito dos que estão lendo esse texto também o fariam.
A ideia do GRAACC de fazer uma campanha que envolvesse heróis ou personagens infantis carecas para estimular que a criança com câncer brinque e divirta-se como outra qualquer é genial e vale a pena passar para frente.
Adorei a proposta e creio que vale compartilhar o máximo possível.
Vejam o teor do projeto no site: www.carequinhas.com.br (pode clicar para direcionar)





SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook