Tratamento para perda de cílios e pelos de sobrancelha

Tratamento para perda de cílios e pelos de sobrancelha
11 de janeiro de 2011

 Há quase 15 anos tive contato pela primeira vez com artigos que citavam o uso de análogos de prostaglandinas para aumentar os pelos em áreas de cílios. O tempo passou, os estudos ficaram mais amplos e conclusivos e resolvi abordar o tema aqui no blog.

Prostaglandinas são lipídeos que derivam dos ácidos graxos e que atuam de forma ampla em nosso corpo, com efeitos fisiológicos importantes. Praticamente todas as células de nosso corpo respondem às prostaglandinas. Podem promover contração uterina no parto ou período menstrual, transporte de sêmen, vasodilatação, antiagregante plaquetário, melhoram a filtração nos rins, reduzem processos inflamatórios, causam broncodilatação, estimulam o aparecimento de febre e, até mesmo, reações alérgicas, entre tantas outras atividades nos mais diversos tecidos do corpo.

No caso específico dos pelos, em especial dos cílios, o uso de colírios com função de tratar o glaucoma (aumento da pressão no interior do globo ocular) deu início ao estudo mais amplo da ação de análogos de prostaglandinas, em especial o latanoprost e o bimatoprost, para a perda de cílios causada por diversos tipos de alopecia (em especial a alopecia areata). Oftalmologistas começaram a relatar hipertricose (aumento dos pelos) em cílios de pacientes fazendo uso do produto. Mais que isto, começaram a verificar que estes cílios se tornavam mais longos.

Apesar do mecanismo de ação destas substâncias ainda ser pouco esclarecido, supõe-se que estimulam a fase de crescimento dos pelos (anágena), assim como induzem folículos em fase de queda (telógena) a entrar mais rapidamente na fase de crescimento. Os resultados são o aumento dos cílios e o alongamento dos mesmos.

Em alguns países um produto com bimatoprost, análogo de prostaglandina, já é comercializado com a proposta de induzir o crescimento destes pelos em pacientes que sofrem com o problema. Sua formulação é idêntica à formulação de um colírio contendo o mesmo componente na mesma concentração do ativo.

Segundo artigo de revisão publicado pelo pesquisador Simon K Law na revista Clinical Ophtalmology, em abril de 2010, o uso do bimatoprost para o tratamento de perda de cílios é seguro e apresenta baixos índices de efeitos colaterais. Efeitos estes que devem ser discutidos com o médico antes do uso do produto. No Brasil, o custo deste tratamento ainda é caro, mas já pode ser realizado com a mesma segurança com que é feito lá fora.

Alguns pacientes também tem se beneficiado com o uso deste medicamento na área de sobrancelhas onde pode haver falhas ou pouco crescimento dos pelos.

Entendo que se realizado sob supervisão médica e de forma cuidadosa, o uso deste tipo de medicamento pode ajudar a reparar problemas de rarefação e ausência de pelos nestas áreas com sucesso significativo, além de dar um alento estético para quem sofre com os problemas citados ou para quem quer cílios mais longos.

Obs: Todo artigo comentado neste blog que cite ativos ou medicamentos não deve servir de estímulo para a automedicação. Entendo que a automedicação é perigosa e pode causar danos severos à saúde. Não tenho conflito de interesse com os laboratórios que produzem medicamentos com os princípios ativos aqui citados.

Referências:Law SK.
Bimatoprost in the treatment of eyelash hypotrichosis. Clinical Ophtalmology. 2010;4:349-358.
SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook