Poluição, radicais livres e calvície



Poluição, radicais livres e calvície
19 de dezembro de 2011

Recentemente um estudo publicado em uma importante revista médica da área dermatológica, a Journal of Investigative Dermatology, destacou que a poluição pode agravar quadros de calvície. A calvície, apesar de ter origem hereditária, seria também influenciada por agentes ambientais poluentes que ao atuar no corpo acelerariam a perda capilar.

O artigo justifica que a poluição aumenta o estresse oxidativo das células do couro cabeludo mudando seu comportamento, o que promoveria o crescimento da área calva. Em outras palavras, a produção de radicais livres promovida pela poluição é um agravante para quem sofre de calvície.

E por falar em radicais livres, não são apenas os produzidos pela poluição que afetam o funcionamento das células do couro cabeludo e promovem danos aos cabelos. Mas também aqueles radicais livres que se formam em nosso corpo devido a uma alimentação inadequada, ao fumo, ao consumo de álcool, ao uso de drogas, ao estresse psíquico, à exposição exagerada ao sol e a uma enormidade de outros fatores.

Além da queda capilar há um conjunto de outras manifestações de pele que têm o quadro agravado em virtude da poluição e de outros inúmeros motivos para a produção aumentada dos radicais livres. São elas: acne, psoríase, alergias, situações de desidratação cutânea, rosácea, entre outras.

Os radicais livres em excesso nos tecidos costumam ser devastadores. Não seria diferente nas células do couro cabeludo. Infelizmente, o mundo moderno promove todos os dias situações que acabam acarretando no aumento da produção destes elementos químicos em nossos corpos.

Reduzir a produção de radicais livres depende em grande parte de mudanças no estilo de vida de cada um. Alimentação de qualidade, exercícios físicos de forma equilibrada, evitar o fumo, álcool, drogas, reduzir o estresse e estar em constante equilíbrio psíquico. As duas últimas uma enorme dificuldade para quem vive nas cidades grandes.

Há ainda o suporte dos suplementos alimentares ricos em vitaminas e minerais que além de diminuírem a produção dos radicais livres ao menos promovem a sua inibição no organismo reduzindo os efeitos deletérios dos mesmos.

Atualmente, quem vive estressado e sabe que tem um estilo de vida não muito saudável deveria ter, em seus cuidados com os cabelos, um suplemento de combate aos radicais livres, que se não resolve efetivamente o problema da calvície poderá reduzir bastante sua progressão, colaborando com o tratamento.
SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook