O risco do uso de produtos veterinários

O risco do uso de produtos veterinários para crescimento capilar
14 de novembro de 2012

É triste constatar que muita gente procura produtos veterinários para a promoção do crescimento capilar. E esse tipo de conduta não é uma novidade, uma vez que no final da década de 80 muitas pessoas usavam xampus para cavalos como fortalecedores dos cabelos.

Também ouvi, na mesma época, que pessoas misturavam ampolas de vitamina A nos xampus para evitarem a queda capilar e favorecerem o fortalecimento dos fios.

Recentemente tenho recebido muitas perguntas, por e-mail e via blog, sobre o uso de concentrado veterinário de vitamina A para promover crescimento de cabelos. Ou seja, juntaram a antiga tendência de usar produto veterinário com a também antiga ideia de que aplicar vitamina A no couro cabeludo melhora o cabelo.

Minhas pesquisas mostraram que se trata de mais uma febre, um modismo, que, como na década de 80, deverá passar rapidamente. Ainda assim, gostaria de expressar comentários sobre o fato.
O produto que vem sendo amplamente divulgado, um concentrado de vitamina A de uso veterinário, é um medicamento injetável. Apesar de a vitamina A ser lipossolúvel e, se massageada no couro cabeludo poderá penetrar com uma certa facilidade, a solução injetável não é o melhor veículo carregador para beneficiar os cabelos se usada topicamente, ou seja, quando aplicada sobre o couro cabeludo. Pelo que pude ver da formulação se trata de uma forma farmacêutica oleosa e que pode provocar caspas e dermatites de couro cabeludo.

Devo salientar que o desconhecimento dos usuários não prevê o fato de que a vitamina A em baixas dosagens pode até melhorar a saúde dos cabelos. Reparem que eu escrevi saúde dos cabelos e não crescimento dos cabelos ou controle de queda. Por saúde capilar quero que entendam que falo de beleza, brilho, maciez, elasticidade dos fios.

Mas em dosagens elevadas é reconhecido que a vitamina A pode causar QUEDA CAPILAR. Logo, estamos diante de um problema que leva ao questionamento sobre usar ou não usar um concentrado de vitamina A no couro cabeludo.

Sobre o possível aumento da velocidade de crescimento capilar provocada pelo produto, me desculpem, mas as fotos de internet não me convencem. Quem estuda tricologia sabe que há uma limitação fisiológica para o crescimento dos fios e essa limitação é individual, varia de pessoa para pessoa. O melhor produto do mundo não vai fazer um cabelo que cresce 0,8 a 1 centímetro ao mês crescer 4 ou 5 centímetros nesse mesmo período. E certamente o tal produto veterinário com vitamina A não é capaz de fazer isso.

Devemos considerar outro ponto muito importante, o fato do produto ser desenvolvido para animais e não para humanos. O risco do uso é elevado, pois as necessidades animais são diferentes das necessidades do nosso corpo, necessidades nutricionais e até mesmo cosméticas, visto que o mercado cosmético para animais é crescente e que existem, como até já citei previamente, produtos específicos para os cuidados com pelos ou crinas de animais. Ainda assim, não creio que as necessidades cosméticas dos bichos são as mesmas dos humanos.

Não se trata de um produto que foi preparado para o uso cosmético humano. Se com cosméticos podemos ter inadequação dos mesmos de acordo com os tipos de pele ou couro cabeludo que variam de pessoa para pessoa, imaginem utilizando um produto que não foi elaborado para o uso em humanos.

Há alguns dias escrevi sobre o uso de uma solução concentrada de dexpantenol para deixar os cabelos mais bonitos. De fato a solução funciona e pode ser utilizada com grande segurança por humanos porque foi preparada para esse fim. Mas vou discordar do uso de produto veterinário com vitamina A para melhorar a velocidade de crescimento dos fios, assim como vou voltar ao ponto de que a vitamina A usada inadequadamente pode causar queda capilar.

Por fim, vale ressaltar que o próprio Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo já se posicionou contra o uso do produto veterinário por humanos.

Preciso falar mais alguma coisa? Acho que já ficou claro que não é uma boa recorrer a esse tipo de produto para benefícios capilares. Quem o faz acaba fazendo por sua própria conta e risco.
SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook