Atividade física e queda capilar: Vantagens e riscos



Atividade física e queda capilar: Vantagens e riscos
19 de setembro de 2011

A maioria de meus pacientes vem ao consultório com o objetivo de se consultar sobre quedas capilares. A todos eles pergunto se fazem atividade física, pois dentro da pesquisa capilar é também importante saber sobre os cuidados que meus clientes têm com sua saúde em geral.

Gostaria então de salientar alguns benefícios que encontro naqueles pacientes que sofrem de queda capilar e que fazem atividades físicas. Pessoas que fazem atividade física costumam ser mais tranquilas em função dos benefícios que ela promove à medida que facilita a liberação de mediadores químicos, como a endorfina, que trazem a sensação de bem-estar e ajudam a relaxar. Isto acaba desacelerando em muito as possíveis quedas de cabelo relacionadas aos estresses psíquicos do nosso dia a dia, um dos mais importantes motivos de quedas capilares que encontramos no consultório.
Quem faz atividades físicas normalmente se preocupa mais com sua alimentação, o que de alguma forma colabora com a saúde dos cabelos, já que pessoas que comem mal estão mais propensas a determinados tipos de quedas capilares.

Pessoas que praticam esportes possuem uma função respiratória acima da média, o que facilita a oxigenação dos tecidos, inclusive do couro cabeludo e das raízes dos cabelos, melhorando o metabolismo destas estruturas e consequentemente diminuindo a velocidade de queda capilar até mesmo naqueles com predisposição genética à queda.

Apesar dos benefícios, devo salientar que tenho verificado alguns pacientes com quedas capilares DEVIDO às atividades físicas. São aqueles que exageram na prática de exercícios (muitas horas ao dia praticando esportes), e os que escolhem uma dieta muito restritiva como hábito alimentar. Nestes casos, para a manutenção dos músculos quem acaba perdendo são os cabelos, já que boa parte da energia e nutrientes que deveria ser fornecida a eles vinda de nossa nutrição é desviada para os músculos, levando a um déficit nutricional capilar.

Isto ocorre porque os cabelos deixam de receber uma quota de nutrientes adequada quando há restrição ou consumo excessivo de energia pelo corpo. Por isso, quem pratica atividades físicas, incluindo os que fazem para colaborar com a redução do peso, deve estar atento a uma alimentação balanceada. Muitas vezes a alimentação inadequada associada ao excesso de atividades físicas pode trazer consequências negativas a outros órgãos e tecidos do nosso corpo, incluindo os cabelos.

Por fim, posso afirmar que todo exercício físico que é feito com bom senso e moderação, seguindo orientações de profissionais da área da saúde (educador físico, nutricionista, médico) poderá ajudar em muito o corpo, além de beneficiar também os cabelos.
SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Comentários Blogger
    Comentarios Facebook